• Clientes Fiorilli
    Até 3 entradas por Entidade.R$ 300,00
    O valor de R$ 300,00 é por participante.
  • Não clientes Fiorilli
    Até 3 entradas por Entidade.R$ 350,00
    O valor de R$ 350,00 é por participante.
  • Representantes
    Até 2 entradas por Representante.GRATUITO
Inscrições encerradas
30/11/2018 Das 09:00 até 17:00

Encerramento de exercício e prestação de contas

Rua Professor Carlos Ibanhez, 35 - Mansur Daud, São José do Rio Preto - SP, Brasil Ver no mapa

Encerramento de exercício e prestação de contas

Na administração do erário, momento fundamental é o de encerrar documentalmente o exercício financeiro, formalizando a indispensável prestação anual de contas, que, como se sabe, é insumo básico para todo tipo de controle, quer o legislativo, o interno, o externo ou o social.

Tanto é verdade que se omitir àquela comprovação tipifica uma das poucas hipóteses de intervenção do Estado sobre o Município (art. 35, II, da Constituição).

O cuidado na observância de alguns procedimentos antes do encerramento do exercício financeiro, é de grande importância, visando à futura prestação de contas a ser elaborada e encaminhada aos Tribunais de Contas, por força das normas legais e regulamentares. Isto certamente evitará que as contas prestadas evidenciem resultados desfavoráveis que facilmente podem ser evitados caso tais providências sejam observadas.

Então, para os se envolvem com o dinheiro público, há, todo ano, uma avaliação de desempenho; o julgamento começa em 31 de dezembro de cada ano civil, alcançando prefeitos, presidentes de Câmaras, titulares de autarquias, fundações e empresas municipais e, porque algumas irregularidades são localizadas, bem específicas, também são chamados à responsabilidade os secretários de finanças, os contadores, os controladores internos, os tesoureiros, os almoxarifes, entres outros.

Com o objetivo de orientar seus clientes e parceiros, o curso tratará de temas como a inscrição dos restos a pagar, o cancelamento de empenhos não liquidados, os balanços e suas notas explicativas, os saldos de almoxarifado e Patrimônio, o relatório de atividades e o IEGM, o relatório anual do controle interno, a despesa com pessoal, as autorizações para as alterações orçamentárias e todos os demais cuidados para um bom fechamento e prestação de das contas anuais.

Haja vista o maior rigor fiscalizatório do Tribunal de Contas e do Ministério Público de Contas, erros, omissões, superação de limites e insuficiências de pagamento têm levado à rejeição do balanço anual, um grande passo rumo à impossibilidade do gestor pleitear, por oito anos, qualquer cargo público

Este evento destina-se a servidores que trabalham nas áreas de contabilidade, patrimônio, planejamento e controle interno de Prefeituras, Câmaras, Autarquias, Fundações, Empresas Municipais, e outras entidades públicas municipais, além de outros profissionais que desejem adquirir conhecimentos sobre o tema.

PROGRAMA

  • A prestação eletrônica de contas, nos moldes do Sistema Audesp;
  • O Sistema Fiorilli de Prestação de Contas;
  • O relatório das atividades e sua compatibilidade com as metas programáticas;
  • Os balanços e suas notas explicativas;
  • A análise preliminar dos balanços: os resultados orçamentário, financeiro, patrimonial e econômico;
  • O balanço orçamentário e o cancelamento de empenhos não liquidados;
  • A demonstração de permissão legislativa para todas as alterações feitas no orçamento original;
  • O conteúdo ideal do relatório do Controle Interno;
  • Os pagamentos a agentes políticos que podem ensejar autos apartados no TCESP;
  • O inventário anual de Almoxarifado e de bens de caráter permanente;
  • O que não pode compor a despesa obrigatória em Educação, Fundeb e Saúde;
  • O adequado cálculo dos limites financeiros da Câmara dos Vereadores;
  • O que não deveria ingressar na despesa de pessoal;
  • O cumprimento dos regimes de pagamento de precatórios: o normal e o especial;
  • A demonstração de regularidade com os encargos patronais;
  • A desvinculação de recursos municipais (Cosip, Cide, Royalties, multas de trânsito, fundos especiais);
  • A prestação de contas dos adiantamentos;
  • A conciliação de saldos bancários econtábeis;

EXPOSITORES

PÚBLICO ALVO

Prefeitos, Vereadores, Dirigentes de autarquias e fundações, Secretários ou Diretores Municipais de Fazenda e Planejamento, Contadores, Procuradores, Controladores Internos, Analistas de Contabilidade e Planejamento, Diretores de Secretaria Legislativa.

LOCAL, DATA E HORÁRIO

Local: Hotel Nacional, Rua Professor Carlos Ibanhez, 35, próximo ao viaduto da Rodovia Washington Luiz, sobre a Avenida Murchid Homsi, em São José do Rio Preto-SP.

Data: 30 de novembro de 2017 (sexta feira) Horário: das 09:00 as 12:00 e das 13:30 as 17:00 horas.

Documento sem título